Nos tempos de crise, cada vez mais a fatia do desemprego tem aumentado significativamente.

Este fenómeno está presente  em todo mundo.

Cada vez mais os processos de recrutamento estão cada vez mais complexos,mais virados para as empresas do que para as Pessoas, ( É isso PESSOAS e não Recursos Humanos ), porque lidamos com

P – Paixão
E – Envolvimento
S – Ser
S – Sentir
O – Objectivos
A – Alinhados
S – Sustentáveis

Quantas vezes ouvimos a famosa frase ligaremos assim que terminarmos o processo independente da resposta ser positiva ou negativa, e nada de resposta.

Partilho a minha experiência, na altura em que eu estava à procura de novas oportunidades sempre ouvia esta resposta e por vezes eram processos para empresas em que eu consumia produtos ou serviços e acreditava que os meus valores estavam alinhados com os valores da empresa, mas com o passar do tempo cheguei à conclusão que as empresas não se preocupam nem com os valores, nem com a marca muito menos com as PESSOAS.

É uma triste realidade, o que de facto as empresas esquecem é que o candidato a uma vaga pode ser o embaixador da marca/empresa perante amigos e familiares, e devido ao tratamento recebido poderá deixar de ser um cliente, ou aquele que nunca foi nunca será e o pior que pode acontecer com uma empresa é perder este cliente, porque se o estão a tratar assim como deverão ser tratados os colaboradores desta empresa?

Uma famosa cadeia de Fast Food no processo de recrutamento para os seus restaurantes, no processo de avaliação da performance avaliam se os gerentes contataram cada candidato para informar da decisão positiva ou negativa, porque acima de tudo é um cliente e se não é poderá vir a ser pela ATITUDE.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*
Website